Agora vamos falar sério...

O Bogo está na cidade de SP, num local de descompilamento da cidade. Estar na cidade e ter o urbano como outras peças do quebra cabeça fazendo parte, não quer dizer que estamos no sintético, vivendo e respirando algo além do que existe no natural. O natural, o campo, está em nós, em todo lugar, não precisamos forçar as características do natural num lugar urbano, não existe essa separação. O que liga o Bogo com o natural não está na cara, está na essência, está em sermos do jeito que somos. 

Quer saber mais? Leia nosso manifesto.